Deixe seu e-mail e seja o primeiro a ler nossos artigos

Saiba por que as empresas são lentas para decidir

30/04/2019

Um estudo da consultoria Hay Group apontou que as empresas brasileiras têm pouca agilidade para tomar decisões quando comparadas a companhias de outros países. Na prática, tendo prestado atendimento a quase 100 empresas dos mais variados segmentos, posso dividir um pouco das dificuldades que presenciei e que podem tornar o processo de tomada de decisões lento.

Dificuldade para acessar informações

Decidir é também fazer escolhas e para isso é fundamental estar bem informado a respeito daquilo que se está decidindo. Um fabricante de embalagens, por exemplo, recebe uma proposta para aquisição de uma máquina que irá permitir dobrar a capacidade produtiva. Para decidir, ele precisa ter em conta vários dados, como qual é a sua capacidade atual, quantos clientes ele suporta atender atualmente e quantos mais precisaria para fazer valer o investimento. Tudo isso deveria ser simples, mas nem sempre as informações estão compiladas ou acessíveis, o que pode tornar o processo de decisão extremamente lento e difícil e levar a perda de oportunidades.

Informações inconsistentes

Acontece muito dentro de uma mesma empresa dos dados não baterem. O relatório gerado pelo setor financeiro diz uma coisa e o relatório gerado pelo setor comercial diz outra. Isso muitas vezes acontece porque os sistemas não conversam entre si e além de gerar informações difíceis de serem avaliadas, leva ao descrédito das informações.

Informações irrelevantes ao negócio

Não basta ter informação, elas precisam ter valor. Investir em captação de dados é, sem dúvida, uma excelente estratégia para as empresas. No entanto, é importante ter como premissa que a maior parte das informações coletadas esteja relacionada ao core business da empresa, ou seja, a sua atividade principal. Em um e-commerce de venda de roupas, por exemplo, indicadores como produtos mais vendidos,  produtos vendidos por região e estoque devem estar acessíveis todo o tempo, permitindo o total controle da operação. Não prestar atenção a isso pode levar a informações que não são tão importantes, perda de foco e à lentidão no momento da análise dos dados.

Centralização das informações

Na verdade aqui dá pra citar duas coisas que acontecem muito dentro das empresas: uma é o poder centralizado para decidir e a outra é a centralização das informações. Nos dois casos, vejo essas empresas como aqueles pais que não permitem que o filho cresça, ao negar ao filho a oportunidade de conhecer e viver sua vida. Nas organizações isso se reflete em processos altamente burocratizados e na dependência de pessoas-chave para resolver as coisas. Ao contrário desse modelo, empresas com fluidez na informação desenvolvem seus colaboradores e os incentivam a participar mais ativamente do dia a dia. Empresas mais ágeis mostram-se também mais flexíveis e capazes de mudar, uma enorme vantagem competitiva.

E nesses 19 anos de atuação na área de tecnologia percebi também que aquele tão falado “receio” de decidir está ligado a cada uma das questões descritas acima. O acesso a informações relevantes, de qualidade e confiáveis garante decisões totalmente seguras e acertadas.

Quer saber mais sobre os desafios enfrentados por grandes organizações e como enfrentá-los? Siga nossos perfis no Facebook, Instagram e Linkedin que enviaremos diretamente pra sua rede social todas as atualizações aqui do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *