Deixe seu e-mail e seja o primeiro a ler nossos artigos

Quais pontos considerar para a perfeita integração dos softwares na sua empresa

18/07/2019


Estamos sempre falando da necessidade de integrar a tecnologia aos processos das empresas para o melhor aproveitamento de tempo e pessoal, além de outros inúmeros benefícios. Mas acredite: é possível ter todos esses recursos disponíveis em uma organização e ainda assim continuar ineficiente.

Tão importante quanto investir em softwares é integrá-los aos recursos que a empresa já dispõe. Não basta implementar novidades e não aprimorar os métodos que já são utilizados internamente. São importantes recursos que são desperdiçados e que comprometem a eficiência da equipe.

Integrar soluções é uma tarefa desafiadora, porque na maioria das vezes elas não “conversam” com os sistemas já implementados. Para extrair o máximo desses recursos tecnológicos é necessário adaptar o novo à estrutura já existente. Mais importante ainda: é preciso estar ciente das reais necessidades da empresa e do impacto que essas mudanças trarão ao ambiente corporativo.

Se você está pensando em investir em novidades e soluções tecnológicas, é importante ficar atento a algumas questões:


1 – Prioridades

Responda quais são as prioridades de melhorias dentro da empresa. Saber exatamente o que precisa ser aperfeiçoado no funcionamento do negócio é o primeiro passo para não cometer erros ou excessos e sair contratando serviços aleatoriamente. Além de entender qual a utilidade do sistema contratado, é fundamental verificar se ele se encaixa às demandas da empresa para promover as melhorias.

Esse panorama ajuda até mesmo na elaboração de um escopo mais eficiente. Definir essas questões previamente ajudará a construir um projeto de tecnologia que atenda de forma mais precisa às carências presentes nos processos atuais.


2 – Recursos disponíveis

O que a empresa já tem no quesito tecnologia? Quando incluímos uma ferramenta tecnológica para melhorar o fluxo de processos e as diversas atividades em uma empresa, é essencial considerar os demais sistemas que já são utilizados.

Além de ser uma questão de sustentabilidade, é importante verificar a compatibilidade dos softwares para uma futura integração. Nesta etapa, adequações podem e devem ser previstas para que o projeto seja implementado com sucesso e sem surpresas.

Na prática, é comum as companhias contratarem um sistema que é, de fato, muito bom e promissor. Entretanto, esquecem de considerar a sua incorporação aos softwares já existentes. E esse processo todo pode se tornar um grande problema. Algo que era para deixar o dia a dia mais prático pode se transformar num esqueleto fantasma. Ou pior: tornar a rotina improdutiva!

Tudo fica mais fácil quando os diversos programas compõem um sistema funcional e eficiente. Somar os novos recursos àqueles que já existem ou fazer com que se relacionem bem é possível com a ajuda de uma equipe técnica eficiente e escopos bem definidos.


3 – Soluções específicas

Em algumas empresas, é necessário ter um leque de ferramentas e soluções disponíveis. Uma única solução tecnológica não faz milagre. Não irá resolver todos os problemas de uma vez só. Em geral, é preciso um conjunto de programas, que, integrados, irão atender às demandas da empresa com mais funcionalidade.

Quando o cliente da fornecedora de tecnologia compreende que, na maioria dos casos, é necessário combinar mais de um software para melhorar os processos do negócio, os dois conseguem trabalhar juntos para construir um sistema eficiente. Vale lembrar que um bom fornecedor – que não esteja apenas preocupado em vender, mas apresentar soluções reais aos problemas – será indispensável para fazer a projeção adequada à realidade corporativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *