Deixe seu e-mail e seja o primeiro a ler nossos artigos

    O Home Office veio pra ficar?

    19/07/2021

    Confira como a tecnologia influencia essa modalidade tão valorizada pela nova geração de talentos

    O mundo todo mudou em um ano. Entre essas mudanças, a forma de trabalhar e de fazer negócios estão entre as principais. De fato, o home office já era uma tendência. Porém, isso foi potencializado pelo cenário mundial.

    Aquilo que começava a ser explorado pelas empresas mais avançadas passou a ser um padrão das corporações. Um ano se passou e, desde então, o formato vem sendo adaptado e aperfeiçoado de acordo com a realidade das empresas.

    Ao que tudo indica, o modelo deve permanecer indefinidamente, mesmo que em formato híbrido. Apesar de trazer novos desafios, a modalidade tem vantagens que podem ser aproveitadas.

    Para entender mais sobre essa experiência para as empresas, separamos alguns dados e pontos que devem ser considerados.

    Resultados do último ano

    Em primeiro lugar, é importante entender quais foram os resultados do último ano. Uma pesquisa realizada pelas FIA Employee Experience (FEEx), mostrou que 90% das empresas aderiram ao home office.

    Outra pesquisa, realizada pela Microsoft, mostrou que na América Latina 54% dos trabalhadores sentiram mais liberdade com esse modelo. Humanização das relações de trabalho e aperfeiçoamento da dinâmica de equipe foram outros pontos benéficos do home office.

    Mudanças que vieram com o home office

    Flexibilidade de horário, liberdade para trabalhar de qualquer lugar e expansão das fronteiras de contratações são algumas das vantagens do trabalho remoto.

    Além disso, o modelo desafiou as empresas a reformularem a dinâmica de trabalho. Horários pré-estabelecidos e normas mais rígidas do ambiente de trabalho foram substituídas por metas mais tangíveis. Dessa forma, a avaliação do trabalho de cada colaborador passou a ser mensurada ainda mais pelos resultados.

    Até o fator da limitação de contato presencial entre os colaboradores e gestores pode ser facilmente superado com os recursos de comunicação e integração de equipe de modo online.

    A tecnologia no teletrabalho

    A tecnologia é um recurso obrigatório nessa configuração. Ainda mais do que antes, investir em sistemas tornou-se inevitável. Isso porque são esses recursos que promovem a comunicação e a colaboração entre a equipe, sem falar na necessidade de ferramentas que auxiliem na organização e controle das tarefas. 

    No último ano, inclusive, houve um grande aumento de demanda no mercado de tecnologia. Os sistemas de comunicação como o Microsoft Teams, de colaboração como o Microsoft Sharepoint e outros têm sido vitais para a reorganização das empresas.

    Além disso, com cada colaborador trabalhando de um lugar, os investimentos em sistemas de segurança têm sido de extrema importância para proteger as informações.

    Para proteger os dados e dispositivos das empresas não há outra saída além da implantação de sistemas confiáveis. O Office 365 é um deles, totalmente adequado à LGPD.

    Na InfoWorker

    Antes mesmo da pandemia, a InfoWorker já estava preparada para o teletrabalho. Com vários projetos em diferentes empresas e cidades do Brasil e do mundo, o modelo de trabalho já era familiar para a equipe.

    Porém, o formato foi reforçado e fortalecido, com novas estratégias e recursos. O uso do Microsoft Teams, por exemplo, passou a ser constante para manter a comunicação entre a equipe.

    Atualmente, os colaboradores têm autonomia para escolher trabalhar de casa, presencialmente ou de qualquer outro lugar, o que torna o ambiente ainda mais produtivo.

    E a sua empresa, como tem lidado com o trabalho remoto? 

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.